quinta-feira, 17 de abril de 2014

O Espiritismo que consola, esclarece e liberta

É chegada a hora do parto cósmico que vai acelerar o processo de depuração da humanidade. O mundo está em polvorosa nesta antevéspera do reinado da Lei de Destruição.
Desentendida grande parte da humanidade segue angustiada e aflita sem saber o que fazer.  Tem “gente boa” desejando saber se transição planetária é coisa de comer ou de passar no cabelo.
Lá fora o tempo passa celeremente e a violência recrudesce grassando por toda parte. Audaciosa e arrojada a milenar corrupção entronizou-se nas hostes do poder temporal. Ninguém se entende e poucos são os que desejam aprender a conviver com as diferenças.
A vaidade das vaidades dos missionários do poder impede a união de forças conjugadas em favor do bem comum. Os comezinhos interesses pessoais dos ególatras mandatários são colocados bem acima das justas postulações coletivas.
Angustiado e aflito o coração humano deseja a paz que permanece escondida no seu interior. Espiritualmente cego o homem não percebe o reino de Deus incrustado na sua própria intimidade.
O egoísmo consolidou seu império no orbe e tem gente achando que tem o rei na barriga. O orgulho por enquanto reina augusto e soberano na terra ainda não regenerada. A vaidade audaciosa e destemida ainda aqui permanece aguçando a mente desavisada. Avassaladores o orgulho, o egoísmo e a vaidade esparziram seus malefícios por toda parte.
Os novos tempos chegaram para botar ordem no galinheiro das inquietações humanas.  Jesus continua no leme desta embarcação mais tem neguinho que vai ter que cascar fora desta nave planetária e baixar em outro centro.  É chegada a hora de despertar a consciência daqueles que ainda dorme.
Força humana nenhuma deterá os passos e a irreversibilidade da generosa lei da evolução. O trigo não suporta mais a indesejável companhia do joio que o sufoca e pede abrigo em outra instância. Combalidas, cansadas e ávidas por se libertarem da presença mal cheirosa dos lobos as ovelhas apressam-se em solicitar guarida em outro aprisco.
Urdido alhures o Consolador Prometido por Jesus de algum tempo a esta parte estagia no planeta que é uma pálida e descolorida cópia do Mundo Superior.  O seu é o compromisso de deitar a luz do saber no entendimento humano auxiliando a humanidade no processo da grande transição.
Luzes do Consolador o Espiritismo veio ao mundo para brilhar intensamente nas trevas da ignorância. Veio ajudar este mundo de provas e expiações a dar um salto de qualidade e alcançar o patamar de mundo regenerador.
Ele foi para aqui transplantado pelos amigos espirituais que se valeram do trabalho exaustivo, meticuloso e incansável do já renomado professor lionês Hippolyte Leon Denizard Rivail. Discípulo aplicado de Pestalozzi o pedagogo francês firmou as obras da doutrina por ele codificada com o pseudônimo de Allan Kardec para diferençá-las do imenso acervo de suas obras pedagógicas. 
Antes de imortalizar-se como codificador da Doutrina Espírita, diligente e cauteloso, o professor Rivail se entregou a profundas observações e alongadas pesquisas científicas. O seu era o sublime e exclusivo interesse de registrar e corporificar as cristalinas verdades que repassadas pelos mensageiros espirituais afloravam em sua lúcida intuição.
Em sua exaustiva e prazerosa missão o apóstolo do Cristianismo Redivivo preferia rejeitar noventa e nove verdades a aceitar uma única mentira. Graças a ele o mundo passou a conhecer uma “fé raciocinada e lógica capaz de enfrentar a razão face a face em todas as épocas da humanidade.” Brilhante e radiosa uma nova luz, de intenso fulgor chegou para iluminar a face escura do planeta formoso.
Destinado a reviver o Cristianismo em sua simplicidade e maior pureza o Espiritismo aqui não se apresentou na feição de uma doutrina milagreira. O seu é o escopo de consolar o coração aflito, esclarecer e pacificar a mente em desalinho, “transformar o homem e fazer avançar a humanidade.”
Imergindo da Suprema Inteligência do Universo e Causa Primária de todas as coisas, o Espiritismo não é como apregoa alguns ignorantes uma doutrina de Satanás. Se o desejar renove suas convicções para combatê-lo com segurança. Conheça-o antes de negá-lo. O Espiritismo apenas aceitou-as mais não é o criador da doutrina da reencarnação, da pluralidade dos mundos habitados, da imortalidade da alma. 
É a religião e a doutrina filosófica que aceitou, estuda e explicita fazendo-as compreensíveis para o bem da humanidade estas e outras irreversíveis e soberanas leis universais.  ”O Espiritismo é a ciência da filosofia e a filosofia da religião.”  “ Não é a religião do futuro mais o futuro das religiões.”
Conheça o Espiritismo antes de negá-lo. Ama, trabalha, espera, aceita, perdoa e agradece.
(Irani Inácio de Lima, advogado e espírita)
Fonte: http://www.dm.com.br/texto/173441

Sem comentários:

Enviar um comentário