sábado, 15 de março de 2014

A Prece pela Fé

por Bezerra de Menezes psicografia recebida na FEB
(reunião da Comissão de Assistência aos Necessitados)
e publicada no Reformador (FEB) em Maio 1938
_____________________________________
 
            Meus amigos, Paz seja convosco.
            É sempre para nós motivo de satisfação estarmos em contato, ligados pelo pensamento aos nossos amigos e irmãos da terra, aqueles a quem nos prendem laços de simpatia, de parentesco humano e de amizade.
            Para nós, é sempre motivo de alegria virmos aos seus trabalhos na Seara do Amado Mestre, pois, como constantemente se vos repete, a Seara é grande, mas poucos são os trabalhadores.
            Constitui para nós prazer imenso podermos estar ao lado dos que se esforçam por difundir a verdade entre os que procuram esconde-la; dos que se empenham por fazer que a luz brilhe em toda parte, espancando as trevas da ignorância humana.
            Meus amigos, percebemos e sentimos as vossas lutas, as dificuldades que tendes de enfrentar, para conseguir que a verdade chegue a todas as consciências. Percebemos e sentimos os tropeços que a todos os momentos vos surgem à frente, quando tentais que o Evangelho do divino Mestre seja estudado com amor. Mas, por isso mesmo, regozijamos, quando testemunhamos a boa vontade com que vos reunis para o estudo desse mesmo Evangelho, que um dia há de fazer completa a felicidade de todas as criaturas.
            Preciso, entretanto, é que tenhais perfeita compreensão e convicção plena do que estais fazendo; preciso se torna não esmoreçais em meio da jornada. O que necessário se faz, acima de tudo, é ter fé, pois os que tiverem fé não só se salvarão, como salvarão também todos os que lhes estiverem aos lados.
            Trabalhai, portanto, mas procurando constantemente abrigar-vos sob a fronde da árvore da fé. Nas horas trágicas, ou simplesmente tristes e dolorosas, ponde-vos à sombra dessa árvore porque ela vos dará o conforto de que carecerdes. Nos momentos aflitivos, procurai-a, para que as gotas de orvalho que se lhe desprendem das folhas caiam sobre vós, e calmos vos sintais nas vossas dores e aflições. 
            Ainda nas ocasiões mais árduas, lutai, tende ânimo e caminhai decididos para a árvore da fé, que se acha sempre pronta a oferecer-vos os belos frutos que farão a vossa felicidade e a de todos os vossos e nossos irmãos.
            A fé é o caminho para a prece. Quem tem fé já reúne em seu coração as condições necessárias a uma prece ardente e fecunda. Orai com fé, vigiai com fé e, nas horas das tremendas lutas que se avizinham, com mais fé ainda orai e, unidos, vigiai com mais fervor.
            Que Deus vos ampare e Jesus vos conforte com o seu amor.      
Bezerra

Sem comentários:

Enviar um comentário