quarta-feira, 17 de abril de 2013

Somos Todos UM!


Somos Todos Um! Porque o Todo está em tudo.
Tudo é Ele. Tudo é UM. Como parte d’Ele, também somos UM!

Como ensinavam os herrmetistas de outrora, “Nada está fora do Todo.” Se algo estivesse fora, não seria mais o Todo. Pois, então, estaria faltando em pedaço.
Quando se diz que Ele é o Todo, é porque está em Tudo, sem excepção alguma. Portanto, também está em nossos corações. E em qualquer coisa que pensarmos.

Sim, há um Grande Coração da Vida em nós. Ele pulsa a luz eterna em nossos pequenos corações. Liga cada um de nós ao mesmo Amor Cósmico. Seja estrela, espírito ou homem, em Tudo Ele está. No Corão, na Bíblia, no Talmud, no Tao te Ching, no Blagavad-Gita, nos Vedas, no Zend Avesta, em O Livro dos Espíritos, no Caibalion, na Doutrina Secreta, e em todas as obras, Ele é o cerne de Tudo.
Nas Igrejas Cristãs, nas Sinagogas, nas Mesquitas, nos Ashrans, nos Centros Espirituais, nos Terreiros de Umbanda, nos Grupos Espiritualistas, nos Templos Budistas, em qualquer lugar Sagrado, é Ele a inspiração de Todos.

E quem poderá dizer que não? Ele sopra por onde quer. Ou seja, em Tudo.
E algum Templo ou Grupo tem exclusividade sobre Ele?
Ou Ele está onde quer, porque é Dono de Tudo?
Ah, estamos falando do Todo. E qualquer definição disso ou daquilo, não passa de especulação relativa dos homens, sobre o Absoluto. E só Ele é que sabe quem Ele é. Só o Todo compreende o Todo. Ao Homem cabe compreender o Homem. E, assim fazendo, compreender a si mesmo.

Para sentir o Todo nesta compreensão. Para, então, perceber que somos Todos Um! Não somos negros, brancos, amarelos ou vermelhos. Somos da cor da Luz, pois a matéria é energia condensada.
Somos o Eterno, condensados em forma de gente. Somos mais do que pensamos e sentimos. Podemos ver além do horizonte. Podemos ver estrelas em nossas Chacras. Quando o corpo dorme, voamos em espírito.

Nunca saímos de casa. Sempre estivemos n’Ele. Quando sonhamos, Ele também sonha junto. Quando rimos, Ele ri junto. E novas estrelas são criadas. E, quando estamos tristes, Ele aponta para o Céu, e ri…Ele sabe que Tudo tem o seu momento. Que, na Terra tudo passa, e o que importa é a lição.
O que vale é o Amor real, que ilumina a vida. Esse Amor do Grande Coração d’Ele em nós.

Viajamos na nave viva do Universo, que é o corpo d’Ele.
Aprendemos tanto, mesmo sem percebermos.
Não nascemos nem morremos, só entramos e saímos dos corpos. Somos o Eterno no Transitório. Somos Todos UM!

Encarnados e desencarnados, terrestres e extraterrestres e todos os seres, Tudo é Ele. Tudo é UM.
O Grande Concertista Cósmico toca a musica da vida. E nós vamos vivendo em sua canção Eterna.
Aqui na Terra, mesmo com tanta agitação e loucura dos homens, alguns escutam essa Canção Cósmica e sentem algo subtil.  E dizem: “Somos Todos UM!” Mesmo que muitos não entendam. Mas eles prosseguem dizendo, pois sentem isso no coração.

Sim eles cantam o Absoluto, mesmo no relativo dos Homens. E sua canção é a mesma dos iniciados espirituais de todos os tempos. É a canção do despertar da consciência. A canção d’Ele, em nós. E o tema dela é: “Somos Todos UM!”

Felizes os que sabem disso…E vivem por tal ideal.
Mesmo que os Homens duvidem, o coração dessa gente sabe. Pois é gente leal e batalhadora, que só quer vencer a si mesma. É gente que está conectada com o infinito.

Sem comentários:

Enviar um comentário