terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Assinada ordem para retomada de obras do Memorial Chico Xavier

Ordem de serviço para retomada das obras foi assinada (Foto: Reprodução/TV Integração)
Ordem de serviço para retomada das obras foi
assinada (Foto: Reprodução/TV Integração)

.
Obra em Uberaba está parada há quase dois anos. Repasse veio do Ministério do Turismo e Prefeitura.
.
A ordem de serviço para a retomada das obras do Memorial Chico Xavier, em Uberaba, foi assinada nesta terça-feira (31). O valor é de R$ 2,2 milhões, sendo 90% da verba proveniente do Ministério do Turismo e 10% da Prefeitura. A obra está parada há quase dois anos e no local existem apenas estruturas de fundações e paredes erguidas, o que representa 35% de obra concluída.
.
O Memorial será construído na área que é integrada à Mata do Carrinho, no Bairro Parque das Américas. A fiscalização da obra ficará por conta da Caixa Econômica Federal (CEF), responsável pela liberação do recurso. Segundo o presidente do Memorial, Adalberto Pagliaro Júnior, o dinheiro será suficiente para finalizar a primeira etapa do projeto. O prazo para a conclusão deste trabalho é de dez meses. “Com esse dinheiro nós vamos concluir 100% da primeira etapa que compreende a parte da instituição e do Memorial”, explicou.
.
Para o filho do médium, Eurípedes Higino, o Memorial será um incremento para o turismo religioso. "A gente vê que o número de pessoas está cada vez mais em busca deste tipo de turismo", contou Higino.
.
Apesar do atraso na construção do prédio o acervo fotográfico do médium começou a ser digitalizado há quatro meses. O responsável pelo trabalho é o empresário Guilherme Castro Cunha Carvalho. Já foram recuperadas 2.800 fotos dos momentos que retratam a trajetória de Chico no Espiritismo e também na intimidade. “Um projeto que Uberaba deve apoiar e nós uberabenses queremos preservar essa memória”, contou Carvalho.
.
O acervo ficará no memorial e será disponibilizado aos visitantes. Quem tiver fotografias com o médium também pode contribuir com o projeto. “As pessoas podem enviar as fotos para a digitalização e depois elas serão devolvidas. As fotos são somente para contribuir com a pesquisa”, explicou o empresário.
Fonte: G1

Sem comentários:

Enviar um comentário