sábado, 15 de setembro de 2012

Noticias sobre Chico Xavier

Espaço Livre - Chico Xavier e “O melhor brasileiro de todos os tempos” - André C. Massolini
Quarta-feira, estava assistindo ao progra-ma “O melhor brasileiro de todos os tempos”, transmitido pelo SBT e apresentado por nosso conterrâneo, Carlos Nascimento, e uma das personalidades apresentadas à votação era Chico Xavier.
Em um determinado momento, o programa divulgou a opinião de dois internautas. Uma das opiniões, a qual não saberei reproduzir “ipsis litteris”, dizia mais ou menos o seguinte: que Chico Xavier deturpava a Bíblia Sagrada e propagava as trevas.
Confesso que, mesmo sendo católico, senti-me ofendido com tal comentário. Não sou espírita e nem partilho da doutrina. Porém, as pessoas têm que aprender a olhar além dos dogmas, além das regras e além do que foi e é estipulado pelos homens e suas mais diversas “leis” – como se fossem ditadas pelo próprio Deus.
Num passado, inclusive até mesmo através deste mesmo espaço, já falei contra o espiritismo e, tempos depois, mais amadurecido e menos enrijecido por regras e dogmas, reconheci meu erro e pedi desculpas a quem havia ofendido. Temos que ter claro que uma coisa é não partilhar de uma doutrina, de uma religião, de uma filosofia etc, e outra coisa é se achar no direito de tecer ofensas. Posso não concordar com a doutrina, mas devo ser respeitoso com todos aqueles que dela partilham.
Ora, dizer que Chico Xavier deturpava a Bíblia Sagrada? Como pode isso? Não é a Bíblia que fala de amor ao próximo? O mandamento de Jesus não foi reduzido a “amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo”? Ora, qualquer pessoa em sã consciência há de reconhecer que Chico Xavier fez de sua vida AMOR AO PRÓXIMO em seu estágio pleno! Dizer que Chico propagava as trevas? Que absurdo! Trevas, a meu entender, são as ofensas, as maledicências, as intrigas, as fofocas, o desrespeito e tantas outras maldades. Chico espalhou carinho, amor aos mais pobres (identificando-se com o próprio Jesus, que dizia identificar-se com os famintos, sedentos, doentes e marginalizados), compreensão, paz de espírito e tantas outras virtudes. Como alguém pode dizer que Chico espalhou as trevas? Por onde ele passava, uma luz de esperança se propagava!
Chico Xavier nunca ficou com um centavo da venda de seus milhares de livros (que renderam milhões de reais). Viveu de forma simples e, apesar de ter a saúde debilitada, não deixava de atender as pessoas e levar carinho, amor e esperança! Isso é luz! Muito diferente de alguns líderes cristãos que vendem bênçãos a fim de enriquecer-se e viver uma vida de luxo, em mansões construídas com o dinheiro do povo carente de palavras de fé. Usar do nome de Deus para conseguir benefícios financeiros, isso sim é treva! Enganar, mentir e vender bênção... isso sim é treva!
Sinto-me imensamente feliz por Chico ser brasileiro; sinto-me orgulhoso em saber que na Terra de Santa Cruz, um brasileiro soube viver, na prática, os ensinamentos do jovem de Nazaré. Não estou defendendo religiões, doutrinas e nem filosofias de vida! Estou apenas olhando por detrás de tudo isso e enxergando um ser humano maravilhoso, que me faz acreditar que o bem foi e sempre será muito superior ao mal! Que Deus nos conceda a graça de cruzarmos com muitos Chicos em nossa caminhada! Abraços de luz a todos que se dispõem a cultivá-la e propagá-la, independente de religião ou doutrinas.

Jornal Independente
Matéria da edição nº 836 do dia 14/09/2012

Sem comentários:

Enviar um comentário