terça-feira, 31 de julho de 2012

Cura Espiritual - Chico Xavier



Divulgação da Doutrina Espirita JESUS KARDEC CHICO XAVIER

Vencerás - Chico Xavier



Lindíssima esta mensagem de Emmanuel através do Chico Xavier.

Paz intima - Chico Xavier



Mensagem de Andre Luiz, psicografia de Chico Xavier

OS EXILADOS DE CAPELA

OS EXILADOS DE CAPELA




Este texto é um resumo do livro Os Exilados da Capela do Autor Edgard Armond, gostaria de ter postado todo livro, porém por causa de direitos autorais eu não o fiz. Mas fica a dica de uma grande obra, onde tem-se muito aprender sobre Nossos Amigos das Estrelas.

Os Exilados da Capela
Eis o astro benigno,
O luminoso mundo…
O paraíso dos nossos sonhos,
Que perdemos, talvez, para sempre…

Edgard Armond

Onde fica e como era Capela?
Fica a 45 anos luz da Terra, foi o nome dado na Terra a uma estrela que pertence a Constelação do Cocheiro, é uma estrela inúmeras vezes maior que o Sol. A sua densidade é tão fluídica que pode ser facilmente confundida com o ar que respiramos. Sua cor amarela, mostra que é um Sol na sua juventude e por ser um Sol, é habitada por seres bastante evoluídos!

Como a Terra foi criada?
Isso remete ao conceito do Pensamento e Verbo expressos na Biblia: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus e o Verbo era Deus. Todas as coisas foram feitas por Ele, e sem Ele, nada do que foi feito se fez.”, quer dizer: O pensamento Divino precisa de intermediários individualizados para plasmar o poder criador e dar formas as manifestações individuais de vida, através do Verbo.

Quando o Pensamento Divino é manifestado pelo Verbo ele plasma na matéria fundamental, portanto sem o verbo não há criação. Para criação da Terra o Verbo foi e é o Cristo Planetário, a partir dele é que a Terra foi Criada.

Qual o contexto dos Exílios Planetários e a evolução na Terra?
Podemos dividir o processo evolutivo na terra em 3 Ciclos:

Ciclo: Fase pré-história, quando os Arquitetos Siderais concluiram os estudos e experimentos para fazer a migração do mundo animal para os Seres Humanos. A partir daí com a chegada dos Exilados de Capela (Raça Adâmica) e a corrupção moral que se instalou na civilização Atlante, onde tiveram os cataclismas que exterminaram essa civilização.
Ciclo: Fase que conta com os sobreviventes desses cataclismas e termina com a vindo do Messias, o maior médium do Cristo Planetário que por aqui passou – Jesus.

Ciclo: Começa com o ato de Sacrifício do Divino Mestre e termina com o Exílio Planetário que os habitantes da Terra terão que passar, caso não se ajustem aos padrões morais que guiarão a civilização terrestre no 3o. Milênio – Era de Aquário.

Como foi a decisão de fazer o Exílio dos Capelinos na Terra?
Próprio Emmanuel explica, no livro A Caminho da Luz de Chico Xavier: “Há muitos milênios, um dos orbes do Cocheiro, que guarda muitas afinidades com o globo terrestre, atingira a culminância de um dos seus extraordinários ciclos evolutivos…
Alguns milhões de espíritos rebeldes lá existiam, no caminho da evolução geral, dificultando a consolidação das penosas conquistas daqueles povos cheios de piedade e de virtudes… E, após outras considerações, acrescenta:
- As Grandes Comunidades Espirituais, diretoras do Cosmo deliberaram então, localizar aquelas entidades pertinazes no crime, aqui na Terra longínqua.

A permuta de populações entre orbes afins de um mesmo sistema sideral, e mesmo de sistemas diferentes, ocorre periodicamente, sucedendo sempre a expurgos de caráter seletivo; como também é fenômeno que se enquadra nas leis gerais da justiça e da sabedoria divinas, porque vem permitir reajustamentos oportunos, retomadas de equilíbrio, harmonia e continuidade de avanços evolutivos para as comunidades de espíritos habitantes dos diferentes mundos.Os escolhidos, neste caso, foram os habitantes de Capela que, como já foi dito, deviam dali ser expurgados por terem se tornado incompatíveis com os altos padrões de vida moral já atingidos pela evoluída humanidade daquele orbe.

Como foi o processo de migração dos habitantes de Capela para a Terra?
Os milhares de espíritos, que seriam exilados foram notificados do seu novo destino.
Reunidos no plano etéreo daquele orbe, foram postos na presença do Divino Mestre para receberem o estímulo da esperança e a palavra da Promessa, que lhes serviriam de consolação e de amparo nas trevas dos sofrimentos físicos e morais, que lhes estavam reservados por séculos.

Emmanuel, descreve a cena da seguinte forma:

- Foi assim que Jesus recebeu, à luz do seu reino de amor e de justiça, aquela turba de seres sofredores e infelizes. Com a sua palavra sábia e compassiva exortou aquelas almas desventuradas à edificação da consciência pelo cumprimento dos deveres de solidariedade e de amor, no esforço regenerador de si mesmos. Mostrou-lhes os campos de lutas que se desdobravam na Terra, envolvendo-os no halo bendito de sua misericórdia e de sua caridade sem limites. Abençoou-lhes as lágrimas santificadoras, fazendo-lhes sentir os sagrados triunfos do futuro e prometendo-lhes a sua colaboração cotidiana e a sua vinda no porvir.
- Aqueles seres desolados e aflitos, que deixavam atrás de si todo um mundo de afetos, não obstante os seus corações empedernidos na prática do mal, seriam degregados na face obscura do planeta terrestre, andariam desprezados na noite dos milênios da saudade e da amargura, reincarnar-se-iam no seio das raças ignorantes e primitivas, a lembrarem o paraíso perdido nos firmamentos distantes. Por muitos séculos não veriam a suave luz de Capela, mas trabalhariam na Terra acariciados por Jesus e confortados na sua imensa misericórdia.

- E assim a decisão irrevogável se cumpriu e os exilados, fechados seus olhos para os esplendores da vida feliz no seu mundo, foram arrojados na queda tormentosa, para de novo somente abri-los nas sombras escuras, de sofrimento e de morte, do novo “habitat” planetário. Foram as coortes de Lúcifer que, avassaladas pelo orgulho e pela maldade, se precipitaram dos céus à terra, que daí por diante passou a serlhes a morada purgatorial por tempo indefinido.

- E após a queda, conduzidos por entidades amorosas, auxiliares do Divino Pastor, foram os degredados reunidos no etéreo terrestre e agasalhados em uma colônia espiritual, acima da crosta, onde, durante algum tempo, permaneceriam em trabalhos de preparação e de adaptação para a futura vida a iniciar-se no novo ambiente planetário.
Texto de http://vidaespiritualidade.wordpress.com/

'O Maior Brasileiro de Todos os Tempos' tem Chico Xavier e Irmã Dulce como os primeiros da eliminatória

Chico Xavier e Irmã Dulce são os dois primeiros de 12 finalistas que abrem as votações para a escolha de O Maior Brasileiro de Todos os Tempos, que será no próximo programa


A cada confronto, apenas um seguirá na disputa. No programa da próxima semana, 1º de agosto, será revelado o primeiro dos 6 mais votados para a final. Veja as disputas da próxima fase:

Chico Xavier x Irmã Dulce
Luís Inácio Lula da Silva x Ayrton Senna
Joaquim Tiradentes x Santos Dumont
Juscelino Kubitschek x Edson Pelé
Princesa Isabel x Fernando Henrique Cardoso
Oscar Niemeyer x Getulio Vargas


O Maior Brasileiro de Todos os Tempos é uma versão do original da emissora de TV BBC “The Greats” e tem como objetivo escolher a maior personalidade do país de forma democrática e imparcial.

O programa na versão Brasil revelou personalidades cristãs indicadas ao título. Ana Paula Valadão, Pastor Silas Malafaia, Missionário RR Soares, Bispo Edir Macedo e o Apóstolo Valdomiro Santiago ficaram entre os 100 mais votados

Páz íntima

A confiança em Deus e em ti mesmo;
A consciência tranqüila;
O tempo ocupado no melhor a fazer;
A palavra construtiva;
A oração com trabalho;
A esperança em serviço;
A paciência operosa;
A opinião desapaixonada;
A benção da compreensão.
A participação no progresso de todos;
A atitude compassiva;
A verdade iluminada de amor;
O esquecimento do mal;
A fidelidade aos compromissos assumidos;
O perdão incondicional das ofensas;
O devotamento ao estudo;
O gesto da simpatia;
O sorriso de encorajamento;
O auxílio espontâneo ao próximo;
A simplicidade nos hábitos;
O espírito de renovação;
O culto da tolerância;
A coragem de olvidar-se para servir;
A perseverança no bem.
Conservemos semelhantes traços pessoais, na experiência do dia a dia…
… e adquiriremos a ciência da paz íntima com o privilégio de encontrar a felicidade pelo trabalho, no clima do amor.
Fonte: Herculano Pires - Chico Xavier

terça-feira, 24 de julho de 2012

Viver em paz

Mantém-te em paz.
É provável que os outros te guerreiem, gratuitamente, hostilizando-te a maneira de viver; entretanto, podes prosseguir em teu roteiro, sem guerrear com ninguém.
Para isso, contudo, para que a tranquilidade banhe o pensamento, é necessário que a compaixão e a bondade estejam contigo.
Assume contigo mesmo o compromisso de evitar a irritação.
Junto com a serenidade, poderás analisar cada acontecimento e cada pessoa no lugar e na posição que lhes dizem respeito.
Observa, carinhosamente, os que te procuram no dia a dia...
Todos os que surgem, aflitos ou desesperados, coléricos ou irritados, trazem feridas ou ilusões. Prisioneiros da vaidade ou da ignorância, não souberam tolerar a luz da verdade e clamam irritadiços... Unge-te de piedade e penetra-lhes os recessos do ser, e verás em todos eles crianças espirituais que se sentem ofendidas e magoadas.
Uns acusam, outros choram.
Ajuda-os, portanto, enquanto podes.
Pacificando-lhes a alma, harmonizarás, ainda mais, a tua vida.
Aprendamos a compreender cada pesoa com o seu problema.
Recorda-te que a Natureza, sempre Divina em seus fundamentos, respeita a lei do equilibrio sempre.
Ainda mesmo quando os homens se mostram, desvairados, nos conflitos abertos, a Terra é sempre firme e o Sol brilha sempre.
Viver de qualquer geito, todo mundo vive; mas viver em paz consigo mesmo ainda é para poucos.
Seja um desses poucos!
(Emmanuel - Vinha de Luz- Psicografia: Chico Xavier).

Restos mortais de Chico Xavier vão permanecer no cemitério

Restos mortais de Chico Xavier vão permanecer no cemitério



Obras para construção do Memorial Chico Xavier avançam, mas o diretor do Instituto Chico Xavier, empresário Adalberto Pagliaro Júnior, garante que restos mortais do médium continuam no Cemitério São João Batista.
Para homenagear o médium, surgiu a ideia de construir um memorial. Entretanto, há anos a obra caminha a passos lentos. Mas o diretor do Instituto garante que a primeira etapa da obra deve ser concluída em breve, sendo que a Construtora Gama já está mobilizada para realizar a segunda etapa, que deve ser entregue até o dia 30 de novembro. “Quanto à terceira fase, ainda não temos datas previstas para conclusão, mas temos recursos para o serviço”, garante Adalberto.
Já em relação à possibilidade de transferir os restos mortais de Chico Xavier para o memorial, Adalberto diz que o instituto não trabalha com essa hipótese. “O nosso projeto é que permaneçam no cemitério. Pois no local existe uma área que é uma verdadeira escultura a céu aberto. Poucas cidades têm esse benefício. O que não estamos sabendo aproveitar é o potencial turístico, pois existem pessoas que visitam estes locais, tiram fotos, por ter sido uma personalidade de grande peso”, explica.
Ainda nos projetos do instituto está a implantação do cartão de crédito com o nome de Chico Xavier.

“Já estamos trabalhando com a ideia, que passa por etapas jurídicas, pois é preciso criar uma Sociedade de Propósitos Específicos (SPE), que vai receber esses recursos; criar a área de planejamento e estabelecer a aplicabilidade. E demora um pouco, é um trâmite jurídico que precisa ser respeitado com promoção de assembleias e ainda existem prazos regimentais. Mas estamos na fase final, e assim que for concluída vamos, enfim, implementar o cartão, bem como tudo que é possível criar como fundo de investimento, de forma que existam recursos para manutenção”, explica Adalberto.
Fonte: JM online

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Anjos protetores

Frequentemente, centralizas a atenção nos poderosos do dia, sem ver os companheiros anônimos que te ajudam na garantia do pão. Admiras os artistas renomados que dominam nos cartazes da imprensa e esqueces facilmente os braços humildes que te auxiliam a plasmar, no santuário da própria alma, as obras primas da esperança e da paciência. Aplaudes os heróis e tribunos que se agigantam nas praças, todavia, não te recordas daqueles que te sustentaram a infância, de modo a desfrutares as oportunidades que hoje te felicitam.

Ouves, em êxtase, a biografia de vultos famosos e quase nunca te dispões a conhecer a grandeza silenciosa de muitos daqueles que te rodeiam, na intimidade doméstica, invariavelmente dispostos a te estenderem generosidade e carinho.

Homenageia, sim, os que te acenam dos pedestais que conquistaram, merecidamente, à custa de inteligência e trabalho; contudo, reverencia também aqueles que talvez nada te falem e que muito fizeram e ainda fazem por ti, muitas vezes ao preço de sacrifícios pungentes.

São eles pais e mães que te guardaram o berço, professores que te clarearam o entendimento, amigos que te guiaram a fé e irmãos que te ensinaram a confiar e servir... Vários deles jazem agora, na retaguarda, acabrunhados e encanecidos, experimentando agoniada carência de afeto ou sentindo o frio do entardecer; alguns prosseguem obscuros e devotados, no amparo às gerações que retomam a lide terrestre, enquanto outros muitos, embora enrugados e padecentes, quais cireneus do caminho, carregam as cruzes dos semelhantes.

Pensa nesses anjos desconhecidos que se ocultam na armadura da carne, e, de quando em quando unge-lhes o coração de reconhecimento e alegria. Para isso, não desejam transfigurar-se em fardos nos teus ombros. Quase sempre, esperam de ti, simplesmente, leve migalha das sobras que atiras pela janela ou uma frase de estímulo, uma prece ou uma flor.

Emmanuel

Psicografia de Francisco Candido Xavier, contida no livro "Caminho Espírita"

quinta-feira, 19 de julho de 2012

PESOS E MEDIDAS

PESOS E MEDIDAS....




Bem-aventurados os que têm sede de justiça, porque serão saciados. Essa afirmativa de Jesus nos faz pensar se podemos nos incluir no número dos que têm sede de justiça.

Segundo os dicionários, justiça quer dizer conformidade com o direito. Virtude de dar a cada um o que é seu.

Jesus, no entanto, se referiu à justiça recomendando que fizéssemos ao próximo o que gostaríamos que o próximo nos fizesse.

Todavia, nós que, tantas vezes, temos cobrado da Divindade que sacie a nossa sede de justiça, se analisarmos profundamente, não estamos verdadeiramente com sede de justiça, no real sentido do termo.

No convívio diário, muitas vezes nos surpreendemos agindo de forma injusta.

O trato com as pessoas que nos rodeiam é diferenciado conforme a posição social ou financeira, de subalternidade ou de autoridade, de que cada uma esteja investida.

Se nos dirigimos à serviçal que faz a faxina, por exemplo, falamos de determinada forma, num tom de voz e atenção distinto do que empregamos para falar com pessoas que ocupam cargos que, a nosso ver, são mais importantes.

Se a pessoa que nos procura está vestida com trajes elegantes, mesmo que não saibamos de quem se trate, a nossa deferência é imediata.

Mas, se está envolta em andrajos, bem diferente é a nossa atenção.

Outro exemplo, é quando nosso veículo começa a demonstrar sinais de que em breve terá o motor fundido. Qual a primeira idéia que nos vem à mente?

Se fôssemos pessoas justas, certamente faríamos uma boa revisão reparando os danos e, ao ofertá-lo a alguém, no caso de venda, falaríamos a verdade ao comprador.

Mas o que normalmente ocorre é a idéia de passá-lo adiante o mais rápido possível. E quem comprá-lo que fique com o prejuízo. Afinal, o mundo é dos espertos, pensamos.

Mas nos dizemos pessoas justas.

Se o inverso acontece conosco, imediatamente nos indignamos diante do que chamamos uma grande desonestidade. Como pôde alguém nos vender um veículo prestes a fundir o motor? Que injustiça!

Se observamos os governantes corruptos a tirar vantagens pessoais com os recursos públicos, imediatamente levantamos a voz para criticar e exigir justiça.

Mas, quantos de nós compramos atestados falsos para ludibriar o patrão e receber o salário integral?

Usamos, nos vários momentos, dois pesos e duas medidas. E como nos conhecemos, sabemos porque agimos dessa maneira. Sabemos quais são as nossas verdadeiras intenções.

Assim, podemos nos perguntar: Será que temos mesmo sede de justiça? Ou será que nos pesos e medidas só temos pensado em nós mesmos?

A promessa do Cristo é real e se cumprirá quando efetivamente tivermos sede de justiça, usando, como a Justiça Divina, um único peso e uma única medida, com imparcialidade.
* * *
Os Espíritos superiores recomendam que, caso tenhamos dúvidas quanto ao procedimento que devamos adotar com alguém, que nos coloquemos no lugar desse alguém e façamos exatamente o que desejaríamos que nos fosse feito.

Dessa forma, jamais nos equivocaremos, uma vez que todos queremos o melhor para nós mesmos.
Pensemos nisso!
FONTE: caminho espírita ॐ ツLlena -Terapia da Alma ॐ ツ

NA PRESENÇA DO AMOR

NA PRESENÇA DO AMOR


Pelo espírito Emmanuel
fonte: Xavier, Francisco Candido
Quem ama o próximo sabe, acima de tudo, compreender. E quem compreende sabe livrar os olhos e os ouvidos do venenoso visco do escândalo, a fim de ajudar, ao invés de acusar ou desservir.
É necessário trazer o coração sob a luz da verdadeira fraternidade, para reconhecer que somos irmãos uns dos outros, filhos de um só pai.
Enquanto nos demoramos na escura fase do apego exclusivo a nós mesmos, encarceramo-nos no egoísmo e exigimos que os outros nos amem. Nesse passo infeliz, não sabemos querer senão a nós próprios, tomando os semelhantes por instrumentos de nossa satisfação.
Mas se realmente amamos o companheiro de caminho, a paisagem de vida se modifica, de vez que a claridade do amor nos banhará a visão.
Ama, pois, e assim como a lama jamais ofende a luz, a ofensa não mais te alcançará.
Saberás que a miséria é fruto da ignorância e auxiliarás a vítima do mal, nela encontrando o próprio irmão necessitado de apoio e entendimento.
Aprenderás a ouvir sem revolta, ainda mesmo que o crime te procure os ouvidos, e cultivarás a ajuda ao adversário, ainda mesmo quando te vejas dilacerado, porque o perdão com esquecimento absoluto dos golpes recebidos surgirá espontâneo em teu espírito, assim como a tolerância aparece natural na fonte que acolhe no próprio seio as pedras que lhe atiram.
Ama e compreenderás.
Compreende e servirás sempre mais cada dia, porque então permanecerás sob a glória da luz, inacessível a qualquer incursão das trevas.

terça-feira, 17 de julho de 2012

reencarnação de Emmanuel em SP - Comentado por: Chico Xavier, Divaldo Franco e outros



Vídeo onde Chico Xavier e seus grandes amigos comentam sobre a reencarnação de Emmanuel aqui na Terra, no ano de 2000.

Conforme atestam várias pessoas que conviviam na intimidade com o médium Chico Xavier, por afirmativas dele mesmo, o guia espiritual de Chico - Emmanuel, já está entre nós, encarnado na Terra. Num desses depoimentos, da Sra. Suzana Maia Mousinho, presidente e fundadora do Lar Espírita André Luiz (LEAL), de Petrópolis - RJ, amiga do médium desde 8 de novembro de 1957, Francisco Cândido Xavier lhe confidenciou detalhes sobre a reencarnação de Emmanuel, que voltaria à Terra no interior do Estado de São Paulo, no seio da família constituída pelo casal D. Laura e Sr. Ricardo, personagens do livro Nosso Lar, de André Luiz. Tempos depois, novamente o estimado médium Chico Xavier tornou a tocar no assunto em pauta com D. Suzana, afirmando ter presenciado o retorno à vida física de seu benfeitor no ano de 2000, vendo, então, confirmadas as previsões espirituais a respeito. Esse fato está em sintonia com depoimentos públicos do médium mineiro em três ocasiões distintas, veiculados em dois de seus livros publicados, a saber:

• No livro Entrevistas, (IDE, 1971), quando, respondendo à questão 61, sobre a futura reencarnação de Emmanuel, Chico Xavier disse: "Ele (Emmanuel) afirma que, indiscutivelmente, voltará à reencarnação, mas não diz exatamente o momento preciso em que isso se verificará. Entretanto, pelas palavras dele, admitimos que ele estará regressando ao nosso meio de espíritos encarnados no fim do presente século (XX), provavelmente na última década."

• Também no livro A Terra e o Semeador, (IDE, 1975), quando, respondendo à pergunta de número 33, Chico Xavier disse: "Isso tem sido objeto de conversações entre ele (Emmanuel) e nós. Ele costuma dizer que nos espera no Além, para, em seguida, retornar à vida física."

• Podemos observar outra confirmação de Chico sobre o assunto no livro organizado pela Dra. Marlene Nobre, e editado em 1997 pela Folha Espírita, cujo título é Lições de Sabedoria, que traz à página 171 da segunda edição a pergunta de Gugu Liberato a Chico Xavier: "É verdade que o espírito Emmanuel, que lhe ditou a base do Espiritismo prático no Brasil, se prepara para reencarnar?" Ao que Chico respondeu: "Ele diz que virá novamente, dentro de pouco tempo, para trabalhar como professor."

Edição do vídeo feita por mim: Fernando Lima Ribeiro

2ª mensagem do Espírito Chico Xavier sobre o seu centenário - Abril/2010


Segunda mensagem do Espírito Chico Xavier sobre o seu centenário, recebida pela mediunidade de Ariston Teles, em reunião pública no dia 17 de abril de 2010, no Monte Alverne, em Brasília.

terça-feira, 10 de julho de 2012

Pensamentos de Chico Xavier

Que Deus não permita que eu perca o ROMANTISMO, mesmo sabendo que as rosas não falam...

Que eu não perca o OTIMISMO, mesmo sabendo que o futuro que nos espera pode não ser tão alegre...

Que eu não perca a VONTADE DE VIVER, mesmo sabendo que a vida é,em muitos momentos, dolorosa...

Que eu não perca a vontade de TER GRANDES AMIGOS, mesmo sabendo que, com as voltas do mundo, eles acabam indo embora de nossas vidas...

Que eu não perca a vontade de AJUDAR AS PESSOAS, mesmo sabendo que muitas delas são incapazes de ver, reconhecer e retribuir, esta ajuda...

Que eu não perca o EQUILÍBRIO, mesmo sabendo que inúmeras forças querem que eu caia...

Que eu não perca A VONTADE DE AMAR, mesmo sabendo que a pessoa que eu mais amo pode não sentir o mesmo sentimento por mim...

Que eu não perca a LUZ E O BRILHO NO OLHAR, mesmo sabendo que muitas coisas que verei no mundo escurecerão os meus olhos...

Que eu não perca a GARRA, mesmo sabendo que a derrota e a perda são dois adversários extremamente perigosos...

Que eu não perca a RAZÃO, mesmo sabendo que as tentações da vida são inúmeras e deliciosas...

Que eu não perca o sentimento de JUSTIÇA, mesmo sabendo que o prejudicado possa ser eu...

Que eu não perca o meu FORTE ABRAÇO, mesmo sabendo que um dia os meus braços estarão fracos...

Que eu não perca a BELEZA E A ALEGRIA DE VIVER, mesmo sabendo que muitas lágrimas brotarão dos meus olhos e escorrerão por minha alma...

Que eu não perca o AMOR POR MINHA FAMÍLIA, mesmo sabendo que ela muitas vezes me exigiria esforços incríveis para manter a sua harmonia...

Que eu não perca a vontade de DOAR ESTE ENORME AMOR que existe em meu coração, mesmo sabendo que muitas vezes ele será submetido e até rejeitado...

Que eu não perca a vontade de SER GRANDE, mesmo sabendo que o mundo é pequeno...E acima de tudo...Que eu jamais me esqueça que Deus me ama infinitamente!

Que um pequeno grão de alegria e esperança dentro de cada um é capaz de mudar e transformar qualquer coisa, pois…A VIDA É CONSTRUÍDA NOS SONHOS…E CONCRETIZADA NO AMOR!...

domingo, 1 de julho de 2012



Vídeo utilizado no V SIMESPE - SIMPOSIO DE ESTUDOS E PRÁTICAS ESPÍRITAS DE PERNAMBUCO - Realizado nos dias 30 e 31 de julho e 01 de agosto de 2010 no Centro de Convenções de Pernambuco, Teatro Guararapes. Uma das homenagens que foram feitas a Chico Xavier.
Realização do Grupo Espírita Seara de Deus.
Visite o blog do SIMESPE: http://www.simespe.blogspot.com/

Chico Xavier - Amar Sempre



Filme As Mães de Chico Xavier



Ruth (Via Negromonte) tem um filho adolescente, que enfrenta problemas com drogas. Elisa (Vanessa Gerbelli) tenta compensar a ausência do marido dando atenção total ao filho, Theo (Gabriel Pontes). Lara (Tainá Muller) é uma professora, que enfrenta o dilema de uma gravidez indesejada. Estas três mulheres se encontram quando, cada um por um motivo particular, resolvem procurar a ajuda do médium Chico Xavier (Nelson Xavier).

Filme o Nosso Lar



Nosso Lar é um filme de longa metragem roteirizado, produzido e dirigido no Brasil por Wagner de Assis, baseado na obra homônima escrita através de psicografia pelo médium Chico Xavier, sob a influência do espírito André Luiz.

Sinopse: Ao despertar sem noção de tempo e espaço depois de uma sincope, André Luiz se depara com criaturas assustadoras e sombrias em algum lugar do mundo espiritual. Além disso, ele também se assusta por perceber que apesar de ter "morrido" ele ainda continua vivo e ainda sente fome, sede, frio e outras sensações de origem material. Com o tempo toma consciência de que está não está morto, apenas desencarnado, toma consciência da grande verdade: a vida continua para todos.
A partir desse momento ele começa a conhecer melhor a vida no além-túmulo e a aprender lições e adquirir conhecimentos que mudarão completamente o seu modo de enxergar a vida.

Chico Xavier - Pinga Fogo 1971 - Parte 8/10



www.servidoresdejesus.com.br
Chico fala sobre diversos assuntos, entre eles, neste bloco:
- Nascimento em tubos de ensaio;
- Umbanda;
- Curas em terreiros;

Chico Xavier - Pinga Fogo 1971 - Parte 7/10



www.servidoresdejesus.com.br
Chico fala sobre diversos assuntos, entre eles, neste bloco:
- O incidente narrado por Chico num avião em Pane (continuação);
- Homosexualismo e perturbações sexais;
- Seria o sexo sentenciado às "trevas"?
- Lágrimas dos aflitos;

Chico Xavier - Pinga Fogo 1971 - Parte 6/10 - Água na Lua: Chico já sabia



www.servidoresdejesus.com.br
Chico fala sobre diversos assuntos, entre eles, neste bloco:
- Civilizações de outros planetas;
- Chico já previa os avanços espaciais na Lua, como água e tecnologias de colonização classificando-os como de "máxima importância";
- "Há muitas moradas na casa de meu Pai";
- O incidente narrado por Chico num avião em Pane;

Chico Xavier - Pinga Fogo 1971 - Parte 5/10 - Augusto dos Anjos e a plantação de alho



www.servidoresdejesus.com.br
Chico fala sobre diversos assuntos, entre eles, neste bloco:
- A paciência no Espiritismo;
- "A Deus o que é de Deus e a César o que é de César";
- A vacina contra a ignorância é a instrução;
- Evolução em dois mundos;

Chico Xavier - Pinga Fogo 1971 - Parte 4/10 - A psicografia na Igreja Católica



www.servidoresdejesus.com.br
Chico fala sobre diversos assuntos, entre eles, neste bloco:
- A psicografia no meio católico;
- A primeira psicografia: Os dez mandamentos;
- As violências do mundo atual (1971);
- Natureza x Homem;
- O espiritismo x conformismo na vida material

Chico Xavier - Pinga Fogo 1971 - Parte 3/10 - Suicídio e doenças congênitas



www.servidoresdejesus.com.br
Chico fala sobre diversos assuntos, entre eles, neste bloco:
- Suicídio e homicídio: complexo de culpa além desta vida;
- Corpo físico subordinado ao nosso corpo espiritual;
- "Se Deus quisesse a dor não teria nos dado a anestesia pela medicina";
- A psicografia;
- "Qualquer estrutura fraseológica mais feliz de que eu possa ser portador isso se deve a influência de Emmanuel";

Chico Xavier - TV Tupi 1971 Pinga Fogo - Parte 1/10

Décimo aniversário do desencarne de Chico Xavier

sábado, 30 de junho de 2012

10 Anos Sem Chico Xavier



Neste 30 de junho lembremos dos 10 anos de desencarne de Francisco de Paula Cândido Xavier, conhecido como Chico Xavier.
 
Nasceu em Pedro Leopoldo em 2 de abril de 1910. Foi um dos mais importantes divulgadores do espiritismo no Brasil. O seu nome de batismo Francisco de Paula Cândido, em homenagem ao santo do dia de seu nascimento, foi substituído pelo nome paterno de Francisco Cândido Xavier logo que psicografou os primeiros livros.
 
Desencarnou em Uberaba em 30 de junho de 2002 com 92 anos e até hoje seus livros e suas obras continuam como exemplo de vida e dedicação aos que mais necessitam.
 
O mais conhecido dos espíritas brasileiros contribuiu para expandir o movimento espírita brasileiro e encorajar os espíritas a revelarem sua adesão à doutrina sistematizada por Allan Kardec. Sua credibilidade serviu de incentivo para que médiuns espíritas e não-espíritas realizassem trabalhos espirituais abertos ao público. Chico é lembrado principalmente por suas obras assistenciais em Uberaba, cidade onde faleceu. Nos anos 1970 passou a ajudar pessoas pobres com o dinheiro da vendagem de seus livros, tendo para tanto criado uma fundação.
 
Chico Xavier psicografou 451 livros, sendo 39 publicados após a morte. Nunca admitiu ser o autor de nenhuma dessas obras. Reproduzia apenas o que os espíritos lhe ditavam. Por esse motivo, não aceitava o dinheiro arrecadado com a venda de seus livros. Vendeu mais de 50 milhões de exemplares em português, com traduções em inglês, espanhol, japonês, esperanto, italiano, russo, romeno, mandarim, sueco e braile. Psicografou cerca de 10 mil cartas de mortos para suas famílias. Cedeu os direitos autorais para organizações espíritas e instituições de caridade, desde o primeiro livro.
 
Há que registrar também que várias centenas de instituições de solidariedade social foram criadas e inspiradas no seu exemplo e obra: orfanatos, escolas para os pobres, lares de deficientes, sopas dos pobres, campanhas do quilo, ambulatórios médicos, alfabetização de adultos, bibliotecas, etc.
 
Antes de encerrarmos estas notas gostaria de registrar ainda o seu ponto de vista em relação às outras doutrinas, filosofias e ideologias, aliás que são o do próprio Espiritismo, mas passemos-lhe novamente a palavra:
"Nosso amigo espiritual, Emmanuel, nos aconselha a respeitar crenças, preconceitos, pontos de vista e normas de quaisquer criaturas que não pensem como nós, mas adverte-nos que temos deveres intransferíveis para com a Doutrina Espírita e que precisamos guardar-lhe a limpidez e a simplicidade com dedicação sem intransigências e zelo sem fanatismo."
 
Estes são alguns dos traços biográficos desse abnegado bem-feitor que renunciou a tudo para que o mundo seja um pouco melhor e que dá pelo nome simples de Chico Xavier.
 
"Que a paz e a luz de Jesus possam estar com o nosso querido e amado Chico, esteja onde ele estiver! Eternamente em nossos corações!"

10 anos da partida de Chico Xavier para o Mundo Espiritual

Em 30 de Junho de 2012 completaram-se 10 anos que o médium Chico Xavier deixou o plano terrestre.

Ao longo dos seus 92 anos de existência, o mineiro Francisco de Paula Cândido Xavier, tornou-se um dos maiores divulgadores do Espiritismo, com mais de 400 obras publicadas e inúmeras cartas espirituais de consolo, para além de milhares de pessoas que foram consoladas ou tratadas na sua casa de Uberaba.

Usando as palavras de Richard Simonetti, até mesmo em sua desencarnação, Chico revelou a sua grandeza espiritual, ao escolher, à maneira dos grandes iniciados da cultura oriental, um dia de grande alegria para o povo brasileiro, quando o país comemorava a conquista da Copa do Mundo de futebol.

Além das obras literárias, ficarão para sempre na lembrança dos que o conheceram, seus exemplos de amor e dedicação ao próximo, particularmente para com os mais necessitados e os mais humildes.

Chico Xavier já foi indicado ao Prêmio Nobel da Paz?

 

Chico Xavier já foi indicado ao Prêmio Nobel da Paz?



Neste 30 de junho de 2012, completam exatos 10 anos da morte do médium. Foto: Acervo/Federação Espírita Brasileira/Divulgação
Neste 30 de junho de 2012, completam exatos 10 anos da morte do médium
Foto: Acervo/Federação Espírita Brasileira/Divulgação

O médium brasileiro Chico Xavier, morto há exatos 10 anos neste 30 de junho de 2012, é mundialmente conhecido por sua obra literária psicografada e pelo auxílio espiritual prestado às pessoas que o procuravam. Mas você sabia que ele também foi indicado ao Nobel da Paz?

Em 1980, por iniciativa de Augusto Cesar Vanucci, então diretor da TV Globo, começou um movimento para propor a candidatura de Chico para a premiação do ano seguinte. Listas percorreram o País e receberam cerca de dois milhões de assinaturas pedindo a candidatura do médium, que foi aceita. Ele não ganhou o prêmio, concedido em 1981 ao Alto Comissariado da ONU para Refugiados.

Nascido em 2 de abril de 1910 em Pedro Leopoldo, Minas Gerais, e radicado em Uberaba desde 1959, o médium faleceu em 30 de junho de 2002. Chico começou a psicografar seu primeiro livro em 1931, Parnaso de Além-Túmulo, publicado no ano seguinte pela Federação Espírita Brasileira. O mineiro possui mais de 400 livros psicografados e editados. Segundo informações da prefeitura de Minas, em 2000, o médium foi escolhido "O Mineiro do Século", e o Governo do Estado de Minas Gerais instituiu a "Comenda da Paz Chico Xavier", outorgada anualmente a pessoas ou entidades que trabalham pela paz.
Fonte: Terra